segunda-feira, 16 de abril de 2012


Naquela janela bagagens de pensamento
Rua corre pra que eu não te pegue
Futuro agora e sempre um tormento

Às vezes quero apenas sonhar
Esquecer que a realidade não é um sonho
Quem sabe o mundo não é um manicômio

Sabe o que aquele pensamento me trouxe?
E se o real fosse de chocolate
Quem sabe um mundo não seria
Um pouco mais doce

2 comentários:

  1. E se a riqueza fosse um pouco mais humana?!

    ResponderExcluir
  2. A ressurreição deu sorriso nasceu com o dia
    Ah este inverno que abraça a primavera
    Este céu que arroxa meu peito
    Estas negras pedras plantadas na terra

    O curso do meu errante espirito
    Levou-me ao infinito e ao incomensurável
    Este orvalho das pequenas coisas
    Recorta meu corpo a golpe de cisel

    Ocultei meus sonhos numa porta da eternidade
    Porque o desespero é voo baixo e sinuoso
    Vi ontem dois amantes jurarem uma partilha de vida
    Vi olhos que irradiam luz em gesto assombroso

    Um imenso abraço

    ResponderExcluir