segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

Serei Hoje


Já fui poeta
Fui demente
Hoje sou apenas um indigente
Já fui sincero
Fui sentido
Hoje sou apenas carente
Já fui menino
Fui adolescente
Hoje sou o que se sente
Já fui amante
Fui amor
Hoje não mais sou
Já fui muitas coisas
Fui coisas que hoje não sou
Hoje serei o que o hoje formou

Um comentário:

  1. Oi Tiago, quanto tempo hein garoto? Td bem contigo?
    Passei pra te ver e pra ler tua poesia concreta,e amo mesmo tempo tão sentimental dentro do teu estilo, que aprecio.

    bacios!
    Lu C.

    ResponderExcluir